Imprimir esta página
Ermida de Nª Sª das Neves

Outrora existiu na serra de Mata do Rei uma pequena ermida à qual os populares davam o nome de “Casinha da Senhora”. A sua existência estava ligada a uma lenda acerca da padroeira da capela do lugar, Nª Sra das Neves, cuja imagem de pedra terá sido encontrada em plena serra próximo do lugar e onde mais tarde terão erguido uma pequena ermida.
A lenda resume-se a este pequeno relato;
Em tempos muito antigos, um carvoeiro que fazia carvão de urze no meio da serra para vender na feira de Santarém, preparava-se para escavar um buraco quando ouviu uma voz feminina avisá-lo de que não escavasse naquele lugar porque ali nasceria água. Incrédulo o homem escavou, e em verdade, nasceu água naquela escavação em plena serra! (O registo actual daquele pedaço de terra tem o nome de “Lagoinha”).Assustado o carvoeiro desceu a serra em direcção ao lugar para contar a todos a boa-nova, e a população que era muito devota organizou-se imediatamente em peregrinação de candeias pela serra acima. No caminho começou a chover e o vento soprou de tal forma que todas as candeias se apagaram. O povo assustado e prestes a desistir com receio de tamanha aventura começou a recuar no seu propósito, mas o carvoeiro convicto da sua cena “milagrosa” insistiu, e nessa hora, quando tudo ficou às escuras, todos ouviram aquela voz celeste que lhes disse para continuarem a caminhada porque a luz haveria de aparecer! Nessa hora a fé falou mais alto e o povo continuou acompanhado de um clarão que provinha do local onde o carvoeiro tinha escavado; muito perto daquela pequena cova descobriram a imagem de pedra da Nossa Senhora das Neves, onde ergueram uma pequena ermida feita com 3 ou 4 lages. Dali trouxeram a santa para a capela do lugar, de onde a mesma vigia até hoje os moradores de Mata do Rei.

A Capela de Mata do Rei data da década de 1630, o que nos leva a concluir que esta história é bastante anterior.

No ano de 2005, existia nos moradores um grande desejo de reencontrar a Capelinha entretanto engolida pelo mato e de abrir o acesso que permitisse a todos visitar aquele lugar que tinha sido de culto.

Para os moradores mais antigos com cerca de 80 anos, aquele lugar estava repleto de memórias mas para os restantes, a capelinha desconhecida era apenas uma lenda.
Após o estudo das cartas da área, a Junta de Freguesia de Alcanede, e com a ajuda de vários homens que tinham já batido a serra uns dias antes, por entre chuva, cascalho e muito mato, ao 2º dia de buscas, no dia 11-12-2005 encontrou os escombros da capelinha!

Todos os esforços foram reunidos, foi aberto um extenso “carreiro” que logo permitiu a todos celebrar a festa da Nossa Senhora das Neves no cimo da serra no dia 8 Janeiro de 2006 com a preciosa ajuda do Padre Nuno Pena que muito apoiou a iniciativa desde o seu início. Depois veio o projecto de angariação de fundos para a reconstrução da capela, e com ele também, a abertura da estrada que hoje permite o acesso de carro.
A festa de Nossa Senhora das Neves acontece todos os anos no 1º domingo de Janeiro

DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd